Home América Latina Desmontemos “a facada” a Bolsonaro!

Desmontemos “a facada” a Bolsonaro!

por Joffre Justino

A mais que provavel falsa “FACADA EM BOLSONARO – DIVULGADO O ESCÂNDALO QUE TODO MUNDO SUSPEITAVA…!!!“, em texto que decidimos divulgar!

Na verdade tendo ate visto n vezes o filme “da facada” somos dos que nunca ficaram convencidos com a mesma e dai o divulgarmos mais este texto

Tarde ou cedo a encenação “ da facada “ será desmontada, como tantas outras na Historia e por ora deixamo-vos esta reflexão, mais uma para o desmontar de uma pidesca estorieta – a “ da facada “

Leiam,

Talvez, isso explique a razão do jornalista Jorge Kajuru ter declarado a seguinte frase:

“Se as pessoas soubessem o que aconteceu em Juiz de Fora, ficariam enojadas”.

Muitos brasileiros ficaram chocados e tristes por terem visto um candidato a presidente da nação ser esfaqueado friamente em meio a uma multidão durante a campanha. Não deveriam.

O que está exposto abaixo é a notícia em primeira mão que está sendo investigada por rádios e jornais de todo o Brasil e alguns estrangeiros, mais especificamente CNN, El País e a rede BBC de Londres e deve sair na mídia em breve, assim que as provas forem colhidas e confirmarem os fatos.

Fato comprovado:

Jair Bolsonaro FORJOU o atentado contra si mesmo para ganhar o coração dos eleitores indecisos.

Os individuos envolvidos foram avisados, às 13:00 do dia 06 de Setembro (um dia antes da independência do Brasil para gerar mais comoção), em uma reunião envolvendo o General Villas Boas (na única vez que o vice presidenciável da legenda compareceu a uma reunião antes da campanha), o próprio Jair Bolsonaro, a Sra. Janaína Paschoal, o Sr. Tércio Arnaud Tomaz, assessor do parlamentar, e o Sr. Gustavo Bebbiano, presidente do partido PSL, médicos e seguranças envolvidos na atuação.

O candidato permaneceu em isolamento, treinando a encenenação em seu quarto ou se concentrando no lobby do hotel.

A princípio muito contrariados, os médicos e seguranças se recusaram a forjar uma cirurgia em troca de cargos no ministério da saúde e da defesa.

A aceitação veio através do pagamento total dos prêmios, RS$300.000,00 para cada um envolvido na atuação , mais um bônus de RS$2.400.000,00 para todos os seguranças, carregadores, médicos , fotógrafos, repórteres e outros integrantes da atuação, num total de RS$ 23.000.000,00 vinte e três milhões de reais) através do caixa 2 do PSL obtido através da empresa JBS.

Além disso, os indivíduos que aceitarem fazer parte do falso atentado com o PSL nos próximos 4 anos terão regalias e receberão prêmios através de cargos e outros mimos com salários com bases no teto do ministro do STF.

Mesmo assim, Bolsonaro se recusou a encenar, o que obrigou as lideranças do partido a atrasar a encenenação, dizendo que Bolsonaro não estava bem(em primeira notícia divulgada às 13:30 no centro de imprensa) e, logo depois, às 14:15, alterando o prognóstico para problemas estomacais).

A sua situação só foi resolvida a colega Janaína Paschoal e o presidente do Partido ameaçarem contar tudo * inclusive o valor destinado aos subornos e a chance de ganhar a eleição no primeiro turno com a comoção nacional.

Assim, combinou-se que o Bolsonaro seria esfaqueado durante o discurso (para gerar o clímax), porém a apatia que se abateu sobre o mesmo e os eleitores emocionados fez com que Adelmo, que absolutamente não participou desta negociação, esfaqueasse, em falha simples da segurança, por dentro do colete de proteção(Por isso não deu tempo de estourar a simulação do sangue)..

A família Ustra, amiga do presidenciável do PSL, em memória do Coronel Brilhante Ustra , aplaudiu a colaboração da equipe da encenação , uma vez que trouxe comoção nacional e equilíbrio a disputa, já que Jair Bolsonaro passou a ser visto como ser humano pela população e uma vez que os pontos nas pesquisas dispararam num momento das mais altas taxas de rejeição jamais registradas naquele país, que seriam agravadas nos debates seguintes pela falta de argumentos e o discurso vazio do candidato.

Garantiu,-se também, ao Sr. Flávio Bolsonaro, através de seu pai** que o mesmo teria seu caminho facilitado para a eleicão de governador do Rio em 2022.

Por gentileza passem esta mensagem para o maior número possível de pessoas, * para que todos possam conhecer a sujeira que ronda as eleições!

Desde, já agradeço, Um abraço.
Gunther Schweitzer
Diretor de Jornalismo da agência Reuters.

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.