Home Direitos Humanos O salário mínimo em Portugal

O salário mínimo em Portugal

por Joffre Justino

Em setembro, 20,1% dos trabalhadores recebia o salário mínimo, num total de mais de 720,8 mil pessoas. O valor representa, ainda assim, uma descida face aos 21,7% registados no período homólogo, e aos 22,5% fixados nos primeiros nove meses de 2017.

Em 2001 a percentagem de trabalhadores com SMN era de 4% e em 2015 era de 21% e atenção que eram salários bem mais baixos que os resultantes da política de distribuição da geringonça! 

Entretanto o peso dos salários mínimos no total da massa salarial do país também caiu: representou 9,7% de todo o dinheiro gasto em ordenados, enquanto que em setembro de 2018 era 10,4% denotando um ligeira melhoria na política salarial das lusas organizações! 

Responsabilidade social das organizações onde? 

O ministerio do trabalho sublinha que a queda ocorre num contexto de crescimento do emprego, o que sugere que ele tem acontecido sobretudo nos escalões de remuneração acima do salário mínimo visivelmente porque a fuga de recursos humanos de Portugal é a maior greve que os trabalhadores têm para convencer, infelizmente, o patronato a alterar a sua política salarial ! 

Mas nos mais jovens, os com menos de 25 anos, a proporção abrangida pelo SMN é superior atingindo 27%.

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.