Home Ambiente O Matos Fernandes é um grave erro de casting, Antonio Costa e a Água exige Pessoas de Qualidade !

O Matos Fernandes é um grave erro de casting, Antonio Costa e a Água exige Pessoas de Qualidade !

por Joffre Justino

Dizer que as Espanhas cumprem a Convenção de Albufeira porque ao fim de cada período despeja a agua que meses fora não despejou como faz Matos Fernandes é alinhar na gestão assassina das aguas de quem em 2019 tem uma mentalidade assassina pois está a mandar para o mar agua inútil porque impossível dd gerir de ser usada racionalmente!

Um burro que acha os outros burros como ele acha que é sempre obrigatório dizer que se há dois e uma galinha haverá sempre meia galinha para cada 

Não  há e Matos Fernandes sabe que não há, o que torna o seu comportamento mais grave porque ele não é burro e é sim um arrogante que nos acha burros Antonio Costa !

Nao deve ter vivido nunca o que é falta de água, deve banhar-se todos os dias em jorros de água ignorando a água que falta e muito até em regiões onde se fala português mundo fora e onde as pessoas se banham cautelosamente “a caneca” despejada sobre um corpo espumado com “sabão macaco”, para não falar das mamãs angolanas que carregam kms fora aguas aos 20 litros para as necessidades do Kimbo, ou na agua que falta para a agricultura! 

Para não falar na sede ( e fome) vivida por um mestre que tive ( Jonas Savimbi), pouco antes de morrer ( suicidado) quando em fuga de uma perseguição não só do mpla mas sobretudo das petrolíferas das diamantiferas que juntavam em mãos de guerra dadas, russos, americanos, israelitas, zambianos, canadianos, mercenarios e sim, sim mesmo, portugueses, uns até de fino e ultra direitista, nome, Nogueira Pinto, ( que me faz sorrir de choro, quando oiço alguém a chamar de direitista este mestre Savimbi), o assassinar em perseguição que ia do satélite à quadratura portuguesa da guerra colonial fascista!

Sim Matos Fernandes não entende sequer o que é faltar a água Antonio Costa, e nunca conseguirá preparar,  cultural e democraticamente,  as e os Cidadãos para os tempos que aí vêm e que exigem outro amor à água vinda da dor da sua falta, como se de uma amada perdida fosse, e exige-se a um ministro do Ambiente esse amor pelo envolvente e no essencial pela agua que todos sabemos não vivemos mais de sete dias se ela nos falha mesmo usando a urina para sobreviver! 

Por isso é que Matos Fernandes se entende bem com os arrogantes autoritários e depredadores das Espanhas ao ponto de os defender Antonio Costa!

Corre com ele António Costa, manda-o para Castela com uma inútil e qualquer tarefa e descobre um ambientalista, um ecologista, um homem intelectualmente serio ao menos para o ministerio do ambiente ! 

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.