Home Opinião Opositores reagem à quarta reeleição de Evo Morales na Bolívia

Opositores reagem à quarta reeleição de Evo Morales na Bolívia

por Silvio Reis

Na eleição presidencial da Bolívia, em 20.10, a contagem de votos chegou a 83% no domingo à noite. O resultado parcial indicava que Evo Morales e Carlos Mesa iriam para o segundo turno.

Na segunda-feira, a contagem foi interrompida até o Supremo Tribunal Eleitoral adotar um sistema mais rápido e informatizado, a Transmissão de Resultados Eleitorais Preliminares (TREP).

Com 95,22% dos votos contados, Morales chegou a 46,86% e venceu no primeiro turno pela quarta vez consecutiva. A votação da área rural reelegeu o presidente. Todas as vitórias anteriores também foram no primeiro turno.


O ex-presidente Carlos Mesa ficou com 36,73%. A diferença entre os dois candidatos foi de 10,14 pontos percentuais. A Constituição boliviana dá vitória ao candidato que atingir 50% (e mais 1) dos votos válidos ou tiver, no mínimo, 40% dos votos e 10% a mais do que o segundo colocado.

Opositores de Morales afirmaram que houve fraude iniciaram manifestações populares. Na capital La Paz e outras cidades houve tumultos, confronto com policiais e edifícios incendiados. O tribunal eleitoral em Sucre foi queimado. Derrubaram e incendiaram uma estátua de Hugo Chávez em Riberalta, norte da Bolívia.

Silvio Reis, jornalista brasileiro

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.