Home Política partidária Cavaco Silva a empurrar o PSD para a Direita, em cima mesmo do CDS e da Iniciativa Liberal

Cavaco Silva a empurrar o PSD para a Direita, em cima mesmo do CDS e da Iniciativa Liberal

por Joffre Justino

A Direita dominada pela Opus Dei, a Direita do passospórtismo, do desastre 2011/2015, é incapaz de conviver com um PSD reformista e ao centro direita, a visão na verdade de Rui Rio que, centrando este partido o manteve nos 27 % do eleitorado, ao arrepio de muitos, como ele afirmou na sua intervenção de fim de eleições, que ansiavam por uma derrota estrondosa do PSD atual.

E, neste contexto, claro que o leader politico da Direita opusdeista, Cavaco Silva, tinha de vir à liça em defesa dos seus, afastados por Rui Rio, e ontemsurgiu com uma declaração escrita esquecendo-se da sua anterior função de e com  um texto em nada agradável para o atual líder social-democrata.

Assumindo-se como referencia e ex-presidente, (do PSD não de Portugal) referiu que, “Como social-democrata com fortes ligações à história do PSD, o resultado obtido pelo partido não pode deixar de me entristecer”, em texto que se diz pedido pela Lusa edivulgado amplamente pelos media da Direita

Contra Rui Rio, Cavaco Silva apresenta Maria Luís Albuquerque em nomeimagine-se do debate e da reconstrução da unidade interna do PSD, sabendo Cavaco Silva que foi Rui Rio não quis a ex-ministra como cabeça-de-lista do partido em Setúbal e com garantida razão pois esta senhora teria levado o PSD ao desastre naquele distrito. 

E assim, há que “trazer ao debate das ideias e ao esclarecimento e combate político os militantes que, por razões que agora não interessa discutir, se afastaram ou foram afastados, como é o caso de Maria Luís Albuquerque”. Dizendo Cavaco que a ex-ministra é uma “das mulheres com maior capacidade de intervenção” que conheceu no seu tempo de Presidente da República. 

Ao que parece e de imediato, começou a crescer a ideia interna no PSD de que Maria Luís Albuquerque estava a ponderar também a entrada em cena com uma eventual candidatura à liderança do PSD, facto que a mesma não assumiu nem enjeitou, podendo também dizem alguns media dessas direita estar alinhada com Luís Montenegro apoiando o antigo líder parlamentar quando este avançar, o que dizem acontecerá nesta sexta feira, ou na anunciada hojeentrevista à SIC. 

Para o o ex-presidente do PSD, a estratégia de Rui Rio foi errónea com Cavaco Silva a lembrar que “a história do PSD mostra que a pluralidade de opiniões, no quadro dos valores básicos da social-democracia moderna – liberdade, democracia, dignidade da pessoa humana, solidariedade e justiça social, igualdade de oportunidades e livre iniciativa – é uma força estimulante e enriquecedora do partido, o discurso que descasa com o passospórtismo 

Joffre Justino

imagem destaque: Lusa

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.