Home Opinião A abstenção é preocupante! Significa a falência e a incapacidade dos líderes!

A abstenção é preocupante! Significa a falência e a incapacidade dos líderes!

por Editor

E quem perde é a Democracia!

O que mais me entristece é perceber que a maioria dos comentadores políticos e as empresas de estudos de opinião não percebem o que se passou. Continuam impávidos e serenos a tentar encontrar explicações e justificações onde elas não existem. A verdade é só uma: os eleitores não dizem o que pensam e quando o dizem, mentem ou inventam no momento, tal como todos os seres humanos o fazem.

A explicação é simples, faz parte da natureza e da forma como o cérebro está concebido, o nosso inconsciente tem mais peso no processo de decisão do que o nosso racional/consciente. Difícil de entender? Sim, é possível que seja difícil de entender e de crer, pois até para isso é necessário que as pessoas queiram compreender, aprender e reaprender coisas novas sobre o funcionamento do cérebro e da mente humana.

É necessário ter uma certa abertura de espírito, alguma flexibilidade e principalmente humildade para aceitar novas realidades que estão para além da verborreia com que os políticos, comentadores e jornalistas, brindam os espetadores, eleitores e consumidores.

Vale a pena refletir os resultados eleitorais à partir de uma perspetiva mais científica e isto significa aceitar antes de mais a premissa de Sócrates: só sei que nada sei.

Existem novas áreas e novas metodologias científicas que permitem conhecer de forma mais eficaz as “dores” dos consumidores através de um diagnóstico mais preciso que vai mais além do que as sondagens de opinião e inquéritos podem dar, e acima de tudo, perceber à partida, qual deve ser o rumo de uma comunicação.

Isto significa que os partidos políticos se não sabem, devem fazer um melhor diagnóstico das “dores” dos cidadãos antes de encetarem respostas que carecem de objetividade, cientificidade e ainda que não desperdicem recursos financeiros, investindo mal e sem quaisquer garantias de retorno numa comunicação convencional e jurássica na medida em que não levam em conta os últimos conhecimentos sobre os mecanismos e estímulos que interferem com os processos de tomada de decisão.

Muito teria a dizer, no entanto, o objetivo por ora é apenas um, comemorar a derrota dos políticos, jornalistas e comentadores políticos pela sua incapacidade de ver e auscultar a sociedade em que vivemos.

Joffre Justino na antevisão das Eleições

HJ

1 comentário
0

RECOMENDAMOS

1 comentário

nicole guardiola 7 Outubro, 2019 - 18:06

Alem da abstenção parece ter havido tambem um numero (mais) elevado de brancos e nulos(5º força politica?) Há informação pormenorizada sobre este tipo de voto, nomeamadamente a importancia relativa de «brancos» e «nulos»? onde se pode encontrar? Há algum tipo de verificação dos votos considerados «nulos»?

Reply

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.