Home Ambiente Greve Geral pelo Clima este 20 de setembro!

Greve Geral pelo Clima este 20 de setembro!

por Joffre Justino

Uma greve geral pelo clima irá acontecer amanhã em mais de 4 mil cidades de mais de 130 paises em todo o planeta. 

Começará assim este movimento que durará uma semana para atrair a atenção internacional para a urgência de ações para preservar o meio ambiente esperando-se que seja o maior protesto na história da crise climática ora vivida.

Estamos a ser alertados para que saibamos que o planeta pede socorro e que há quem deseje que esta Greve Geral pelo Clima, marcada para esta sexta-feira, 20, em todo o mundo, seja o grito de alerta e que se estenda até o dia 27 de setembro com protestos internacionais que reivindiquem das autoridades organizações e empresas ações de combate às mudanças climáticas.

Em cada década desde a de 1970 a seguinte tem sido sucessivamente mais quente que a anterior e os 22 anos mais quentes registrados em escala global, 20 ocorreram desde 1998. 

No período entre 2014 e 2018 houve clara aceleração do aquecimento global, evidenciada pelo derretimento do gelo polar.

Irresponsavelmente os governos e poderes economicos deixam crescer a queima de combustíveis fósseis e os incendios florestais diretamente relacionados com este modo de vida consumistaperpetrado pelo capitalismo selvatico e egoista.

Tempestades, desmoronamentos, incêndios florestais, quebras de produção agrícolas, fome, doenças, chuvas extremas, ondas de calor, enchentes e secas prolongadas, o aumento do nível dos oceanos, causado pelo derretimento do gelo par tenderao a gerar uma legião de desabrigados enquanto deixamos que se extingam espécies vivas a taxas até mil vezes maiores do que as consideradas normais.

Tudo isto compõe os alertas evidenciados no manifesto divulgado pela Coligação pelo Clima, frente ampla, que se alarga país a país inspirada no movimento Fridays for Future(Sextas-feiras pelo Futuro) – criado por jovem estudante sueca Greta Thunberg que desde o ano passado, todas as sextas-feiras esta jovem ativista sueca de 16 anos organiza junto do seu parlamento em defesa da Greve escolar pelo Clima movimento que rapidamente ganhou a adesão de estudantes de diversos países mundo fora.

Este movimento em defesa do clima reivindica  a neutralização das emissões de carbono até 2030 e a criação de políticas públicas de promoção do reflorestamento e investimentos em energias renováveis, além de cumprir o compromisso dos Estados assumido no Acordo de Paris de reflorestar 12 milhões de hectares até 2025 assim como que que as autoridades mobilizem mais recursos para pesquisa e implementação de iniciativas e soluções voltadas para ações climáticas, assim como ampliem a educação sobre meio ambiente e sustentabilidade nas escolas, universidades e comunidades.

Reivindica-se ainda  que os grandes devedores do governo no setor empresarial do agronegócio, da pecuária, da banca , das igrejas, das indústrias paguem suas dívidas onde e quando existam e que o recurso seja utilizado para formar um fundo de combate às mudanças climáticas.

Em Portugal, este evento arranca com uma vigília em várias cidades, como no Porto e em Lisboa, nesta sexta-feira, em Lisboa, começará às 20.00, no Príncipe Real, de onde irão partir numa marcha noturna, com lanternas, até à Assembleia da República.“Lá, iremos encontrar debates e conversas com diversos coletivos que têm lutas que se assemelham com a nossa e que subscrevem o nosso manifesto, como a Rede 8 de Março (movimento feminista). Também vamos ter os Mídia Ninja a falar da importância da comunicação social no combate às alterações climáticas e pessoas de uma escola de moda que vão falar sobre moda sustentável. Vamos ainda ter música e até yoga,de manhã.”

Serão pelo menos 25 localidades, de uma ponta à outra do país, as que já aderiram à Semana pelo Climaque nestes sete dias, vão agregar ações de intervenção, em parceria com organizações ambientais como o Extinction Rebellion e o Climáximo ou câmaras municipais. 

Em Portugal e em todos os países participantes da iniciativa, prevê-se  o chamado Cineclima, um conjunto de cerca de 40 sessões de cinema, com transmissão de filmes sobre questões ambientais, em várias lojas Fnac, escolas e outros espaços, seguido de debates e o Estrategizando organizará um debate sobre a emergência climática 

Infelizmente em Pottugal esta semana parece surgir e morrer em ambiente demasiado folclórico e de muito pouca luta contra a degradação ambiental dando o habitual de que fizemos algo para termos a consciência tranquila… 

Mas enfim sejamos otimistas e esperemos que algo mude e que nem tudo fique na mesma 

Joffre Justino

Imagem destaque: Lusa 

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.