Home Brasil No Brasil ? O poder continua a matar para se proteger?

No Brasil ? O poder continua a matar para se proteger?

por Antonio Sousa

O executivo da Odebrecht  ( a mesma empresa que ganhou fortunas em Angola com diamantes em vez de construir hidroelétricas e que pagava bem a José Eduardo dos Santos ditador e do MPLA claro)  que delatou Aécio, Lobão, Accioly e Diogo Mainardi foi encontrado morto, um Ex-vice presidente da Odebrecht, Henrique Valladares foi encontrado morto em sua casa, no Rio de Janeiro, na terça-feira, dia 17 mostrando que as armas que Bolsonaro protege e quer nos lares atuam em nome dos poderosos 

Na sua delação premiada, Valladares acusou Aécio Neves e seu partido, o PSDB, de terem recebido valores do Setor de Operações Estruturadas da empreiteira Aécio esse que teria recebido R$ 50 milhões, mas Valladares também acusou o ex-ministro de Minas e Energia de Dilma, Edison Lobão, de receber R$ 5,5 milhões em propinas.

Tornou púbica a relação com lideranças indígenas. “Esse cara se tornou até meu amigo, tenho até um cocar lá em casa. O chefe da tribo lá é o Antenor Karitario. Pagava para ele R$ 5 mil por mês, depositado na conta da esposa. E mais R$ 2 mil para o Orlando que deve ser outro cacique lá da tribo”, declarou mostrando que a corrupcao vai a todo o lado 

Em depoimento gravado, contou que viu “o cara do Manhattan Connection” — Mainardi — no restaurante Gero, jantando com Aécio e Alexandre Accioly, proprietário da academia Bodytech e laranja do tucano.

Mainardi disse na ocasião que “esse delator inventa coisas”.

Mas inventando ou não morreu o Aécio anda à solta e Lula está preso 

Antonio Sousa 

Imagem destaque: Lusa 

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.