Home América Latina Elton Medeiros Morreu,…Morre um pouco do Samba carioca!

Elton Medeiros Morreu,…Morre um pouco do Samba carioca!

por Joffre Justino

Um dos maiores compositores e melodistas do samba, Elton Medeiros morreu aos 89 anos e nasceu no Rio de Janeiro a 22 de julho de 1930 no bairro carioca da Glória.

Elton Medeiros foi um dos mais importantes  compositorescantore produtor musical e radialista sendo um dos mais reconhecidos melodistas e ritmistas da história do samba, iniciou a sua vivencia musical aos 17 anos quando tocava de dia na Orquestra Juvenil de Estudantesna Rádio Roquette-Pinto, enquanto que, nas mesmas noitestocava trombone na gafieira Fogão, do compositor Uriel Azevedo.

Elton Medeiros foi fundador da ala dos compositores da escola de samba Aprendizes de Lucas e um seu samba “Exaltação a São Paulo” foi um dos melhores da história dessa escola, mas é através das reuniões no Zicartola que Elton Medeiros criará suas principais obras, sendo um dos principais incentivadores e frequentadores do restaurante musical localizado em um sobrado na Rua da Carioca que entrou em contato com sambistas como CartolaNelson CavaquinhoZé KettiIsmael Silva e Paulinho da Violae onde se tornaria um dos seus principaisparceiros musical

Entre os principais sambas de Elton Medeiros, destacam-se clássicos como “Peito Vazio”, “O Sol Nascerá” (em parceria com Cartola), “Pressentimento” (com Hermínio Bello de Carvalho), “Mascarada” (Zé Ketti) e “Onde a Dor Não Tem Razão” (com Paulinho da Viola).

A notícia da sua morte foi confirmada por Vidal Assis, último parceiro e pupilo do sambista . 

Uma das últimas aparições públicas do cantor foi em 2017, no “Programa do Bial“, quando fez uma homenagem a Cartola. O músico estava afastado dos palcos desde 2014 quando teve um problema de visão que o levou à cegueira.

O sol nascerá (A sorrir)

Elton Medeiros

A sorrir

Eu pretendo levar a vida

Pois chorando

Eu vi a mocidade

Perdida

Fim da tempestade

O sol nascerá

Fim desta saudade

Hei de ter outro alguém apara amarA sorrir

Eu pretendo levar a vida

Pois chorando

Eu vi a mocidade

Perdida

Joffre Justino

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.