Home Ambiente Vigília pela Amazónia

Vigília pela Amazónia

por Mafalda Gomes

Em comparação com o ano passado o número de fogos subiu 83% no Brasil. O mais chocante foram os 16 dias em que não houve nenhuma informação sobre as queimadas na Amazónia – o pulmão do mundo.

Como em tantas outras cidades, Lisboa reuniu-se ontem à noite pelo Amazónia. Para além das cidades europeias (Londres, Paris, Berlim, Madrid), em quase todos os estados brasileiros houve mobilização, para se contestar, questionar e exigir responsabilidade política. As intervenções dos vários colectivos lembram como as acções internacionais são necessárias, pois só assim se criam movimentos maiores e mais conscientes.

A preocupação da sociedade civil sentiu-se na noite passada: entre a revolta, o silêncio, a impotência, e a necessidade de agir, quem esteve presente compreende a importância da floresta da Amazónia, para o mundo.

A Amazónia é a maior floresta tropical do mundo, tem cerca de cinco milhões de quilómetros e o seu território estende-se por muitos países da América do Sul. Para além disto, possui a maior biodiversidade registada numa área do mundo e oferece-nos 20% do oxigénio que respiramos.

O crescente ataque deste ecossistema, das populações humanas e animais, tem sido reportado por diferentes ONG’S. A desflorestação cresceu 88% em Junho e 278% em Julho, comparativamente com ano passado. O interesse económico da exploração deste território, é apontado como o principal motivo das inúmeras queimadas na Amazónia. Tudo isto foi lembrado pelos vários colectivos presentes nesta Vigília pela Amazónia.

Hoje houve uma concentração no Porto, e na segunda-feira, dia 26, há outra ação de mobilização em Lisboa.

Mafalda Gomes

0 comentário
1

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.