Home Cultura O fim de Pompeia

O fim de Pompeia

por Antonio Sousa

Há 1940 anos uma terrível erupção  vulcânica  em 79 d.C., fez desaparecer  completamente a cidade  de Pompeya de la historia y la geografía romana.

Foi a 24 de agosto del año 79 d.C. que o vulcão  Vesuvio entrou em  actividade eruptiva e sepultou por completo a cidade de Pompeya, Herculano e Estabia, a sul de Italia, segundo  cartas de Plinio o Jovem (único registro deste facto).

O dia começou normalmente mas à medida que decorria  a manhã uma estranha  nuvem pelo seu aspecto e tamanho aparecia no céu  de Pompeia, sem que se pudesse  ver claramente de onde  provinha.

Nesse momento o Vesúvio  começou a emitir gases, pós e cinzas  para a atmosfera, com uma altura de mais de 30 kilómetros de altura, em cerca de dois  dias e crê-se que enquanto estalava o vulcão  a maioria da população ignorava a magnitude da catástrofe que se avizinhava, e decidiram  refugiar-se nas  caves  de suas casas e ali  ficaram  presos  e finalmente morreram asfixiados pelos gases que oscilavam entre los 300 y 600 graus de temperatura

No  segundo dia  a erupção intensificou-se e uma onda de lava e gases golpeou  a cidade com muitas pessoas  a falecerem sepultadas sem sequer dar conta do que na  realidade sucedia.

Toda a cidade  foi  coberta  por uma capa de pedra pomes, cinzas  e lava vulcânica  de mais de 20 metros de altura e foi assim que ficou  totalmente escondida da historia romana, até que a princípios do século  XIXse descobriu o primeiro rasto desta cidade  e se iniciaram  as escavações  e finalmente se pôde  comprovar que Plinio el Joven tinha razão 

Antonio Sousa

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.