Home Opinião Bolsonaro liberou 4,3 bilhões para votarem na Previdência, sem garantias de pagamento