Home Artes Homenagear Agustina Bessa-Luis

Homenagear Agustina Bessa-Luis

por Nardia M

Chega-nos de Cabo Verde via o escritor cabo-verdiano Germano Almeida o lamento da morte de Agustina Bessa-Luís, “uma senhora muito doce e amável”.

À Lusa e a propósito da morte da escritora, que morreu hoje, aos 96 anos, Germano Almeida classificou este desaparecimento como “uma perda importante para Portugal… Agustina era muito reconhecida, pelo menos no universo português”, afirmou, sublinhando que em Cabo Verde talvez não seja tão conhecida, porque “os livros chegam assim com alguma parcimónia”.

O primeiro livro de Agustina Bessa-Luís que o Prémio Camões de 2018 leu foi “A Sibila”, assumido como  “muito interessante”, a par de outros que, entretanto, foi conhecendo.

A escritora Agustina Bessa-Luís nasceu em 15 de outubro de 1922, em Vila Meã, Amarante, e só a saude a afastou da vida pública, há cerca de duas décadas.

Agustina Bessa-Luís chegou ao reconhecimento  em 1954, com a publicação do romance “A Sibila”, que lhe valeu os prémios Delfim Guimarães e Eça de Queiroz, que constam de uma lista de galardões que inclui igualmente o Grande Prémio de Romance e Novela, da Associação Portuguesa de Escritores, em 1983, pela obra “Os Meninos de Ouro”, e que voltou a receber em 2001, com “O Princípio da Incerteza I – Joia de Família”.

Distinguida pela totalidade da sua obra com o Prémio Adelaide Ristori, do Centro Cultural Italiano de Roma, em 1975, e com o Prémio Eduardo Lourenço, em 2015 e este ensaísta Eduardo Lourenço, em declarações à Lusa, no final da cerimónia da entrega do Prémio Eduardo Lourenço à autora, há pouco mais de três anos, disse que é “incomparável”, é a “grande senhora das letras portuguesas”.

A cerimónia fúnebre da escritora Agustina Bessa-Luís aconteceu esta terça-feira, na Sé Catedral do Porto, seguindo depois para o cemitério do Peso da Régua, Vila Real, onde será sepultada “na intimidade da família”, adiantou o Círculo Literário Agustina Bessa-Luís e o Governo português decretou um dia de luto nacional, nesta terça-feira, pela morte da escritora.

Foto de destaque: LUSA

Nardia M.

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.