Home Ambiente Açores, a biodiversidade em causa?

Açores, a biodiversidade em causa?

por Joffre Justino

Diz-nos a Lusa que. cerca de 50 das 80 espécies de plantas endémicas dos Açores podem viver risco de extinção, segundo o biólogo do Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, CIBIO, da universidade da região Luís Silva.

Parece-nos, até pela frase que se segue que estamos perante uma quase fake news / falsa noticia “Fizemos um estudo há algum tempo e talvez pelo menos 50 espécies, grosso modo, tivessem algum grau de ameaça”.

Na verdade é pouco usual tao fraco rigor em afirmacoes científicas e que acrescenta que se forem consideradas as endémicas e as nativas, que contabiliza entre 200 e 300, “pelo menos 90 teriam algum grau de ameaça” e “deveriam ser prioritárias em termos de conservação”.

Tal informação de qualquer forma, resultou de um workshop de um grupo de especialistas da União Internacional para a Conservação da Natureza, IUCN em “Métodos de avaliação de espécies ameaçadas seguindo os critérios da IUCN” (sigla em inglês para União Internacional para a Conservação da Natureza) e por isso merece ser noticiado em “modo de alerta” que seja.

A primeira reunião deste grupo teve lugar nas ilhas Canárias em 2018, sob a égide do Jardín Botánico “Viera y Clavijo” e a sua importância reside no facto de a Macaronésia (conjunto formado pelos arquipélagos dos Açores, da Madeira, das Canárias e de Cabo Verde) se incluir no designado ‘hotspot’ da bacia do Mediterrâneo, uma das 36 regiões do mundo que são consideradas como pontos de acesso e estudo de biodiversidade.

Foto de destaque: azorrs.gov.pt

JJ

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.