Home BREXIT Brexit: Sem um Churchill para onde irá o Reino Unido ?

Brexit: Sem um Churchill para onde irá o Reino Unido ?

por Joffre Justino

Jeremy Corbyn, não vai apoiar a nova proposta de acordo para o ‘Brexit’ hoje apresentada por, Theresa May, contando até com a existencia de deputados Conservadores descontentes com a nova solução May 

Numa comunicação horas depois de o seu governo ter apoiado a sua nova proposta de ‘Brexit’, Theresa May assumiu que continua “empenhada em garantir a saída do Reino Unido da União Europeia” mostrando se convicta que a nova proposta terá a aprovação no Parlamento, onde podera pu nao ser aprovads na primeira semana de junho.

Segundo May  a proposta incluirá o haver uma votação no Parlamento sobre se será feito um novo referendo sobre o ‘Brexit’, mas este novo referendo apenas poderá acontecer se os deputados aprovarem o acordo de saída.

“Não acredito que este caminho (do segundo referendo) seja um caminho a seguir, mas percebo o genuíno e sincero desejo de alguns nesse sentido”, admitiu Theresa May.

A primeira-ministra britânica apresentou algumas novas ideias garantindo a proteção de direitos dos trabalhadores, comprometendo-se a manter-se alinhada com a Irlanda do Norte sobre o ‘backstop’ e assegurando que não haverá alterações na proteção ambiental se houver uma saída do Reino Unido.

Theresa May disse que a opção de não haver um acordo sobre o ‘Brexit’ não era sequer uma hipótese e referiu-se a esta proposta como “a última hipótese” para o ‘Brexit’.

Já Jeremy Corbyn defendeu que esta nova proposta de Theresa May para um acordo de saída da União Europeia é apenas “uma repetição da posição do governo”, pelo que não poderá apoiar esta solução.

Cornyn já na semana passada tinha abandonado a mesa de negociações com os Conservadores e confirmou hoje não acreditar que May tenha uma solução para o impasse político que tem impedido o Reino Unido de cumprir a decisão do referendo de 2016, que determinou a saída da União Europeia.

Ainda assim, Corbyn aceitou “olhar seriamente para os pormenores do projeto de acordo de retirada, quando ele for publicado”, mas reiterando que nunca aceitará “apoiar uma versão reaproveitada do antigo acordo”.

Note-se que  minutos após Theresa May ter apresentado a sua nova proposta, no Partido Conservador, surgiram vários deputados começaram a revelar-se céticos sobre a tentativa de solução para um acordo do ‘Brexit’.

Assim Andrew Percy, Robert Halfon e Zac Goldsmith, deputados do Partido Conservador que tinham votado favoravelmente a proposta do governo de Theresa May na terceira tentativa no Parlamento, expressaram hoje desapontados com esta solução da primeira-ministra dada a inclusao da obrigatoriedade de um voto sobre a possibilidade de um referendo sobre o acordo de saída, que se poderá transformar num segundo referendo sobre o ‘Brexit’.

Conseguirá Corbyn a Esquerda dos Trabalhistas unir os britânicos face a este novo confronto Continente / Ilhas na Europa?  

Foto de destaque: mazz_5 on VisualHunt.com / CC BY-SA

Joffre Justino

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.