Home Cidadania Argélia – A propósito da detenção de Louisa Hanoune

Argélia – A propósito da detenção de Louisa Hanoune

por Joffre Justino

Em volta do Comunicado do Partido dos Trabalhadores sobre a detenção de Louisa Hanoune pelo Tribunal militar de Blida.

A 9 de maio de 2019, o Secretariado permanente do Bureau Político (SBP) do Partido dos Trabalhadores informou a opinião pública internacional que Louisa Hanoune, Secretária geral do Partido dos Trabalhadores, foi colocada em detenção provisória pelo Tribunal militar de Blida após haver respondido a uma convocatória do juiz de Instrução como testemunha.

O Partido dos Trabalhadores – é recordado em comunicado – combate desde a sua fundação em 1990 por uma Assembleia Constituinte soberana pela democracia e pela soberania popular. 

Por isso o Partido dos Trabalhadores foi contra o quinto mandato de A. Bouteflika, decidiu pela demissão de seu grupo parlamentar da Assembleia Popular Nacional afirmando-se contra o que procura contornar a revolução popular e é por tal que é acusada a Sra. Louisa Hanoune.

Eis pois, segundo este partido, uma deriva gravíssima, um ato de criminalização da ação política independente e a expressão de uma vontade de disciplinar militantes e ativistas, pelo poder e uma clara medida contra o povo argelino e sua mobilização revolucionária desde 22 de fevereiro de 2019, apelando ao abandono de todas as acusações lançadas contra   Louisa Hanoune e à sua libertação incondicional.

Foto de destaque: New Press

JJ

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.