Home Cidadania Bem que vos avisámos! Um desastre ao fim de bons 4 anos ? Adeus à Geringonça ?

Bem que vos avisámos! Um desastre ao fim de bons 4 anos ? Adeus à Geringonça ?

por Joffre Justino

O primeiro-ministro ao declarar que assume  a possibilidade de demissão perante o caso dos professores afirmou hoje que comunicou ao Presidente da República que o Governo se demite caso a contabilização total do tempo de serviço dos professores seja aprovada em votação final global dizendo, “Ao Governo cumpre garantir a confiança dos portugueses nos compromissos que assumimos e a credibilidade externa do país. Nestas condições, entendi ser meu dever de lealdade institucional informar o Presidente da República e o presidente da Assembleia da República que, a aprovação em votação final global desta iniciativa parlamentar forçará o Governo a apresentar a sua demissão”.

António Costa declarou tal ao país, depois de ter estado reunido cerca de 40 minutos com o Presidente da República, abrindo uma crise política inutil depois da aprovação pelo parlamento, com os votos contra do PS, da recuperação do tempo total de serviço dos professores no período em que houve congelamento de progressões.

António Costa defendeu que o seu Governo, “de boa-fé e com escrupuloso respeito pela Assembleia da República”, iniciou negociações com os sindicatos dos professores sobre contabilização do tempo de serviço antes congelado, “procurando acordar uma solução que fosse no presente e no futuro financeiramente sustentável e que assegurasse igualdade de tratamento relativamente aos restantes corpos especiais, como os magistrados judiciais e do Ministério Publico, militares das Forças Armadas e da GNR, e oficiais de justiça”, deixando-se cercar no meio de uma evidente coligação anti governo sem qualquer necessidade 

Disse ainda Antonio Costa “Durante este longo período confrontámo-nos com a continuada intransigência sindical, que nunca se moveu da rápida reivindicação de nove anos, quatro meses e dois dias, recusando sistematicamente as propostas do Governo”, sem que tivesse tido o bom senso de se proteger com atas das reuniões ou gravações das mesmas ou pior ainda mantendo as negociações entre as partes em vez de usar os mecanismos da conciliação ou da mediação ou da arbitragem 

O modelo supomos à Vieira da Silva mostra-se agora fracassado o que nos leva a recordar os bons tempos de verdadeiros sindicalistas como Antonio Janeiro ou Antonio Dornelas e toda a restante equipa da FETESE que nunca teria permitido tamanha  sequência de asneiras negociais 

Centeno apostou  demasiado alto na imposição absurda  e claro perdeu como perdeu sempre o PS quando  se meteu com Mario Nogueira o mais PSD dos comunistas ou o mais comunista dos PSD ( apostaria também que tem opusdeistas no meio …) e a contabilização total do tempo de serviço dos professores foi aprovada em votação final global.

Erroneamente o primeiro-ministro, assume que fica “comprometida a governabilidade presente” e fica ainda comprometida “de forma inadmissível a governação futura, em termos que só o eleitorado tem condições para determinar”.

E reafirmo erroneamente pois a AR deixou espaço negocial que o governo teima em não aproveitar apostando num tudo ou nada que só trará apostamos nós o PSD para o governo! 

Vitoria pois de Pirro da esquerda liberal no PS a originar tendencialmente uma grave crise interna num ja fragilizado PS 

Que ganha a esquerda liberal com tal? Tanto quanto a prazo Mário Nogueira – nada !

Foto de destaque: LUSA

Joffre Justino

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.