Home Cidadania Face a uma ditadura do clero exigimos a Libertação de Nasrim Sotoudeh!

Face a uma ditadura do clero exigimos a Libertação de Nasrim Sotoudeh!

por Joffre Justino

É assim mesmo uma advogada iraniana, Nasrin Sotoudeh, foi condenada a 33 anos de prisão e 148 chicotadas num país que não deixa de ser já uma pequena potencia regional e em fase de crescimento, o Irão

Nasrin lutou e luta, porque também se luta na prisão em modelo pacifista pelos direitos das mulheres e contra a repressão que elas sofrem no Irão!

Nasrin Sotoudeh foi alvo de 9 acusações e condenações em dois julgamentos, um dos quais sem a sua presença, e foi julgada por se opor às imposições do Estado iraniano e ir contra as suas proibições, defendendo o fim da pena de morte e incentivando as mulheres iranianas a se liberarem do uso dos véus, o que é obrigatório no Irão.

O Estrategizando segue a grande mobilização virtual feita e que já permitiu segundo a AI angariar milhões de assinaturas para protestar contra a condenação de Nasrin Sotoudeh.

Entretanto Renza Khandan, marido de Nasrim Soloudeh, agradeceu o apoio da Amnistia Internacional e a mobilização em favor de sua esposa, escrevendo, 

“Queridos amigos, ativistas e associados da Anistia Internacional, tudo o que cada um de vocês está fazendo em diferentes países em apoio à Nasrin Sotoudeh, do campo às manifestações, e suas reações imediatas contra a condenação atroz infligida à ela, despertaram a atenção de todo o mundo sobre o caso, a tal ponto que o juiz foi forçado a dizer coisas sem sentido aos jornalistas para justificar a sentença.

Graças à vocês, Nasrin e sua condenação cruel tornaram-se um objeto de preocupação internacional.

Agradecemos todos os esforços e sacrifícios que estão fazendo e parabenizamos vocês e os defensores dos direitos humanos em todo o mundo pela solidariedade em favor das vítimas de violações.”

E porque combatemos todo o tipo de ditadura apelamos com a Amnistia Internacional a que Assinem a petição pedindo sua libertação urgente.

E diz a AI, “Cada um de nós pode ajudar a impedir esse absurdo e essa injusta sentença, assinando a petição acionando os países do G7 da ONU a usarem de suas influências diplomáticas e econômicas para acabar com a repressão do Estado iraniano sobre Nasrin Sotoudeh e à todas as mulheres do Irã.

Para assinar a petição, que já tem cerca de 1.185.000 assinaturas, e solicitar a libertação imediata de Narsin Sotoudeh CLIQUE AQUI.

Foto de destaque: Petição Pública Free Nasrim Sotoudeh

Nardia M.

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.