Home Opinião Comemorações brasileiras: privatização e colheita ecológica

Comemorações brasileiras: privatização e colheita ecológica

por Silvio Reis

Empresas estrangeiras ainda terão muito a comemorar com o leilão de todos os aeroportos estatais brasileiros. A Medida Provisória de Michel Temer possibilita 100% de capital estrangeiro nessa área.

Jair Bolsonaro comemorou, nas redes sociais, os 12 aeroportos leiloados na sexta-feira, 15.03. O valor arrecadado, R$ 2,37 bilhões, foi 10 vezes maior do que a previsão inicial. Outros leilões, abrangendo aeroportos bem maiores e lucrativos, estão programados para acontecer neste governo.

O texto comemorativo de Bolsonaro revela valores políticos: “É o Brasil voltando a crescer! Para o governante, o crescimento do país passa pela privatização. Até agora, não há programas consistentes para o Brasil crescer. Muito se fala em projetos sociais de decrescimento.

Sem tanta repercussão na imprensa como os aeroportos privatizados, também na sexta-feira aconteceu a 16ª Festa de Colheita do Arroz Agroecológico. Há pouco destaque sobre a conquista do Brasil como maior produtor de arroz orgânico da América Latina. É uma notícia saudável, sem agrotóxico, e garante até agora a sobrevivência de 363 famílias do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, MST, em 15 assentamentos de 13 municípios no Rio Grande do Sul.

O plantio agroecológico nessa região começou há 20 anos. Os resultados crescentes são festejados há 16 anos. Todos colhem o que plantam.

Imagem destaque: arroz agroecológico no RS. Foto: Alex Garcia

Silvio Reis, jornalista brasileiro

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.