Home Economia Pesquisas indicam instabilidade na produção industrial europeia

Pesquisas indicam instabilidade na produção industrial europeia

por Antonio Sousa

Dados divulgados recentemente por vários institutos de pesquisa revelam que a atividade industrial nos países da UE registou nos últimos meses um sensível recuo face a dados dos últimos dois anos, em grande parte devido a um retrocesso na produção industrial na região no mesmo período

A produção industrial recuou, em janeiro e em termos homólogos, 1,1% na zona euro e 0,4% na União Europeia (UE), com Portugal a registar a quarta maior quebra (-3,0%), segundo a Eurostat, mas face a dezembro de 2018 avançou 1,4% na zona euro e 1,0% na UE.

Face a  janeiro de 2018, as maiores quebras no indicador registaram-se na Irlanda (-6,2%), no Luxemburgo (-4,2%), na Alemanha (-3,4%) e em Portugal (-3,0%) e os maiores crescimentos homólogos foram observados, segundo o gabinete estatístico europeu, na Eslováquia (7,2%), Polónia (6,1%) e Lituânia (5,9%).

Face a dezembro de 2018, a produção industrial teve as maiores subidas na Irlanda (15,1%), na Croácia (9,6%) e na Eslovénia (5,9%) e os principais recuos na Dinamarca (-8,6%), na Letónia (-3,6%) e na Roménia (-1,5%) e em  Portugal, o indicador avançou 0,8% na variação em cadeia.De  qualquer forma a ligeira quebra mostra-se não negativa face a 2018 relevando no entanto um amornamento da economia lusa no quadro geral europeu.

Foto de destaque: LUSA

AS (com Agências)

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.