Home Cidadania A Luta pela Democracia na Argélia

A Luta pela Democracia na Argélia

por Nardia M

Uma manifestação em Argel juntou um milhar de professores e estudantes contra o prolongamento ‘sine die’ do quarto mandato do presidente Abdelaziz Bouteflika e por “um futuro melhor”, constatou um jornalista da agência France-Presse.

Os professores foram os primeiros a começar a manifestar-se, juntando-se-lhes os alunos progressivamente, disse um docente à AFP, “Encontrámo-nos por acaso”, indicou Driss, professor num liceu de Argel, depois de tirar uma ‘selfie’ com alguns dos seus alunos, “É importante os professores estarem mobilizados (…) trata-se do futuro das nossas crianças”, explicou à AFP.

Entre os estudantes estavam numerosos alunos do liceu, mas também alguns com idade para estarem na universidade sendo que a contestação não parece diminuir desde que Bouteflika anunciou na segunda-feira que renunciava a uma candidatura a um quinto mandato e que adiava as presidenciais previstas para 18 de abril, prolongando assim ‘sine die’ o seu atual mandato.

Entretanto as próximas eleições devem ser organizadas após uma conferência nacional e a elaboração de uma nova constituição a aprovar em referendo.

Ao anunciar a sua candidatura a um quinto mandato, o presidente Bouteflika desencadeou uma contestação inédita desde que foi eleito pela primeira vez para a chefia do Estado há 20 anos e que já decorre ininterruptamente há quase três semanas.

Foto de destaque: REUTERS/Zohra Bensemra

Nardia M.

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.