Home Cidadania Encontro do DIEM 25 em Lisboa

Encontro do DIEM 25 em Lisboa

por Joffre Justino

O Movimento pela Democratização na Europa 2025, Diem 25, realizou durante o fim-de-semana passado, em Lisboa, um encontro com sessões de trabalho intensas, juntando portugueses, luso-angolanos, britânicos e cidadãos da Espanha e da Alemanha. Trata-se de um movimento pan-europeu que promove a cooperação transfronteiriça entre democratas e tem o intuito de desenvolver soluções para criar respostas comuns às principais crises atuais da UE, como a dívida, bancos, pobreza, baixo investimento e migração.

Desde o tomar o pulso da economia solidária, ouvindo uma apresentação da Coopernico (uma cooperativa da área das energias renováveis), ou sobre o associativismo, até à experiência da Renovar a Mouraria, que também realçou a vontade em ligar-se ao movimento social. Os presentes, com uma idade média inferior aos 40 anos, entusiasmaram-se em especial com um debate à volta da União Europeia. Nesse debate surgiram motes sobre como queremos outra UE na certeza do seu atual fracasso, que concentra a sua riqueza nas fronteiras do eixo germano francês, entre uma larga diversidade de opiniões que se uniu na tarde de domingo, em concentração à porta do Mosteiro dos Jerónimos, para ser lida a Declaração abaixo.

Na verdade se Varoufakis é o inspirador, o DIEM 25 tem o potencial de ir além.

E o DIEM 25 aproximou-nos de novo do Brasil...

Enquanto convivíamos com o grupo de trabalho do DIEM 25 nos jardins de Belém, aproximou-se de nós um jovem casal com quem conversamos sobre a situação no Brasil e que nos deu a conhecer que, o Brasil de Bolsonaro expulsa dia após dia mais e mais dos seus filhos. Uns por razões económicas, outros por razões políticas. É o exemplo de Jean Wyllys, ex-deputado brasileiro do PSOL, que deixou o mandato e saiu do Brasil devido às ameaças de morte dos fascistas brasileiros e que pondera a hipótese de exilar-se em Portugal, mas como se pode ver pela imagem que reproduzimos, é também ameaçado pelos fascistas portugueses nas redes sociais.
Outro exemplo é o de Anderson França, escritor e ativista social brasileiro, apoiante de Marina Silva, exilado em Portugal e que aqui entrevistamos.
Eis o Brasil que os diplomatas portugueses acalentaram!

Fotos e vídeos: Arquivo Estrategizando
Joffre Justino

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.