Home Opinião Turismo no Egito? Nem pensar !

Turismo no Egito? Nem pensar !

por Joffre Justino

Ao sabermos que a universidade egípcia de Al Azhar expulsou uma aluna por abraçar o seu noivo  mais uma vez me lembrei da velha e até já marcelista história lusa ano 70/71. 

Imaginem um jovem casal num autocarro daqueles com um primeiro andar, ambos no andar de cima sabendo-se sos abraçam-se e beijam-se seguros de que estavam isolados, mas não estavam porque o motorista tinha um espelho que lhe permitia controlar esse andar é tempo visto os beijos parou o autocarro quando viu o polícia e lá foi o jovem casal para a esquadra da polícia onde estiveram largas horas…

Deu claro direito à Revolta esta repressão policial absurda dentro e fora do velho ISCEF, o centro da então mais radical contestação ao Fascismo à guerra colonial e ao ultra conservadorismo luso e note-se ninguém foi expulso do ISCEF por uns beijos. 

Pois o abraço dado pela jovem e dado fora do campus universitário, perante um pedido em casamento, levou o comité de disciplina da universidade a imagine-se investigar o caso e a decidir expulsar a aluna, apesar de o abraço não ter ocorrido no recinto daquele importante centro académico do Islão sunita, disse à agência de notícias espanhola EFE o porta-voz, Ahmed Zaree.

E note-se a expulsar a jovem, não os dois, tornando tudo ainda mais para nós escabroso ! 

Parece que decisão não é definitiva, que a aluna ainda recorrer perante o Comité de Disciplina Supremo, que decidirá se “confirma, reduz ou anula o castigo”.

O porta-voz da dita universidade argumentou que a Universidade de Al Azhar “tem um caráter especial” por ser um centro religioso e as suas decisões coerentes com “os valores da sociedade” egípcia, na qual a maior parte dos cidadãos praticam o islamismo sunita e seguem tradições conservadoras, sobretudo aquelas que dizem respeito às relações entre homens e mulheres.

Pior, este tal Ahmed Zaree acentuou a importância de impor “um castigo forte, que seja coerente com os valores da Universidade” isto em 2019!

Digamos que a resposta merecida é espalharmos a história protestarmos junto da embaixada egípcia mais próxima e promovermos um boicote ao turismo ao Egito!

No mínimo, é o que merece este comportamento, completamente fora de jogo nos dias que correm…

Foto de destaque: LUSA

JJ

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.