Home Brasil Melhor não comparecer na posse, Marcelo Rebelo. Assista filmes.  

Melhor não comparecer na posse, Marcelo Rebelo. Assista filmes.  

por Silvio Reis

Diplomacia e relações comerciais levaram o presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Souza, a confirmar presença na tomada de posse de Jair Bolsonaro, em 1º de janeiro. Nem sempre os “socialistas” são recebidos com boas maneiras.

Se o presidente Marcelo pretende representar a CPLP – Comunidade dos Países de Língua Portuguesa – a atriz portuguesa Isabél Zuaa tem cumprido essa função no cinema brasileiro.    Filha de angolana e guineense, Isabél nasceu em Portugal, onde estudou artes cênicas. Atualmente ela está em três filmes brasileiros de denúncia social,  exatamente naquelas áreas que o governo Bolsonaro é criticado.  

O filme “Joaquim”, sobre a vida de Tiradenteslembra grandes idealistas que ainda lutam pela independência do Brasil. Joaquim não foi o único a trair a soberania governante. “Outros conspiraram, mas apenas eu perdi a cabeça, talvez por ser o mais exaltado.” O personagem não aparece enforcado, decapitado e esquartejado. É uma referência de que grandes cabeças continuam vivas.  

Isabél Zuaa foi premiada em “O Nó do Diabo”, que registra dois séculos de violência e opressão de patrões brancos em relação trabalhadores negros, brasileiros pobres, imigrantes e outros.

É uma visão do passado, do presente e, possivelmente, do futuro governo, que idealiza uma reforma trabalhista: “É horrível ser patrão no Brasil”, disse Bolsonaro. De forma geral, é um terror ser trabalhador – quando há trabalho.

“As boas maneiras” é complexo e de múltiplas denúncias: segregação social, diversidade, conservadorismo, sexo inseguro. Rainha Isabél é mãe adotiva de “criança especial”. Se o porte de armas de Bolsonaro já tivesse sido liberado, pessoas diferentes (e seus monstros internos) seriam mortas com naturalidade, nesse filme.

A posse do novo presidente reflete bem mais do que uma crise política e econômica. É uma crise de identidade.  Faltam boas maneiras, há excesso de violência.

Melhor não comparecer na posse, Marcelo Rebelo. Assista filmes.  

Imagem destaque: Ilustração do filme “As boas maneiras”

Silvio Reis, jornalista brasileiro

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.