Home Artes Arte Tumular Medieval Portuguesa III

Arte Tumular Medieval Portuguesa III

por Mario Carvalho

O  Jacente

O jacente, aquele que literalmente jaz sobre o tampo da arca e que  representa,segundo os valores medievais,a pessoa ali inumada.

A estátua jacente é sem dúvida uma das grandes criações do Gótico,seja ele Lanceolado (1200 – 1300 ), Radiante ( 1300 – 1400 ) , Perpendicular ( Séc.XIV , só em Inglaterra ) e Flamejante ( 1400 – 1500 ).

Embora um dos primeiros jacentes conhecidos em Portugal remonte aos finais do Século XIII (c.1200) e que se encontra no Mosteiro Cisterciense em Alcobaça, pertencendo a  Urraca  , mulher do nosso Afonso II. Sabe – se, toda havia hoje, que a estátua jacente mais antiga  é a do Nobre Rodrigo Sanches, feito pela mão  firme dos Mestres da “Escola de Coimbra”em calcário brando e que se encontra no Mosteiro  de S. Salvador de Grijó   em Vila Nova de Gaia.

É esta maneira de representar o tumulado que se vai desenvolver e instituir em plenitude no Século XIV.

No jacente , o naturalismo das vestes, o realismo do rosto, a posição das mãos assim como outros elementos vão definir mais ou menos a posição social do tumulado. A cabeça “descansa o sono eterno”,normalmente em almofadas duplas,enquanto que os pés estão quase sempre apoiados em mísulas com decorações quase sempre vegetalistas .

Alguns túmulos  têm ainda baldaquinos , o que dá ao túmulo e ao tumulado um ar mais religioso. Há ainda junto ao jacente outros elementos,que completam a narrativa,como o cão (fidelidade e devoção ), o anjo (celestial ) e ainda o leão (que representa a força e liderança ). Muitas vezes são também os leões que suportam a arca tumular.

 

ARCA OU ARCAZ TUMULAR

A arca tumular em si é muitas vezes decorada com a heráldica (ciência e arte que estuda brasões e escudos )alusiva ao tumulado assim como por motivos religiosos esculpidos em baixo – relevo de rara beleza  quase sempre em edículas e em quase todas as faciais da arca,contando toda uma narrativa sobre a vida do tumulado.

Antes das edículas há quase sempre também  um friso esculpido em baixo – relevo,mais ou menos elaborado  percorrendo todas as faciais da arca  e que ,normalmente ,a decoração é também ela vegetalista.

 

Mário de Carvalho

0 comentário
1

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.