Home Brasil Harvard compra terras produtivas no Brasil e no mundo

Harvard compra terras produtivas no Brasil e no mundo

por Silvio Reis

A Universidade norte-americana Harvad já comprou cerca de 850 mil hectares de terras estrangeiras, entre 2008 e 2016. Só no Brasil foram 300 mil hectares de áreas produtivas. Relatórios de organizações governamentais denunciaram o esquema ilegal. O jornal BrasildeFato registrou dados atuais.

 

Harvard utiliza um fundo patrimonial para fazer negócio. Em menos de 10 anos, investiu US$ 1 bilhão em terras na África do Sul, Austrália, Ucrânia, Rússia, Nova Zelândia e também Estados Unidos. A maior área adquirida está no Brasil, na Bahia e Piauí.

A legislação brasileira é burlada diante do governo. Segundo relatórios, a compra de uma área não é feita de forma direta. Envolve estruturas complexas para dificultar o esquema, como a participação de subsidiárias e empresas brasileiras criadas para essa finalidade, incluindo a administração da área.

Na reportagem do BdF, a diretora da organização Rede Social de Justiça e Direitos Humanos, Maria Luísa Mendonça, informa que grande parte das terras adquiridas por Harvard não é para a produção agrícola. O objetivo é especulativo. Para a agência de notícias Bloomberg, a universidade justificou que nesse negócio são consideradas apenas as “implicações ambientais e sociais de seus fundos de investimentos.”

Harvard e os parceiros comerciais envolvidos na aquisição de terra “violam restrições jurídicas à propriedade estrangeira no Brasil, que limitam a quantidade de terra que uma empresa estrangeira pode adquirir em um município”.

 

As aquisições vêm acompanhadas de outros problemas, como o despejo de comunidades rurais. Quando ocorre o cultivo da terra, predomina a monocultura, o uso de agrotóxicos e conflitos na região. Denúncias não têm mudado a situação. Por essas e outras ações, Harvard se mantém a universidade mais famosa do mundo.

Foto destaque: estátua de John Harvard na Universidade de Harvard (Wikipédia)

Silvio Reis, jornalista brasileiro

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.