Home Cidadania O inefável Jorge Coelho e a sonsa Joana Marques Vidal

O inefável Jorge Coelho e a sonsa Joana Marques Vidal

por Joffre Justino

Lidemos então com o tema já requentado da sra Joana Marques Vidal …

Mas para que fique claro neste confronto (mais um) que a Direita se obriga a impor a um país que se esforça por sair de uma crise pela Direita ( internacional e interna) geradas e que dificulta a vida ao país, tenho o dever de começar por dizer que até tenho razões para não me sentir encantado de cada vez que se fala de Jorge Coelho ao contrário da MF Bonifácio.

 

Neste confronto (mais um) à volta de uma Joana Marques Vidal ( continua.. não continua … no tacho) tenho de limitar o caráter inefável de Jorge Coelho para depois continuar.

Em 1996 em Cabo Verde a escola profissional que eu liderava teve uma oportunidade de sonho ( para quem é Republicano Laico Solidário e até conheceu a cadeia de Caxias antes do 25 e a de Luanda em 92) que foi poder com Protocolo assinado com a Câmara do Tarrafal pugnar por transformar o campo de concentração aí existente num Museu da Liberdade da CPLP pois por lá passaram Presos dos PALOP de todos os países e de inúmeras forças políticas, da UNITA ao MPLA.

Este sonho esvaiu-se porque segundo o nosso contacto cabo-verdiano que liderou as negociações iniciais com a Câmara do Tarrafal, o Jorge Coelho que foi também ao Tarrafal pouco depois de termos assinado o Protocolo, decidiu dizer ao Presidente da Câmara que o assunto não era comigo e como resultado não foi comigo nem com mais ninguém até hoje!

Por isso, esclarecido o assunto, há ainda que esclarecer que eu era na altura PS militante e portanto “levei” do Jorge Coelho … ( levei?).  Na realidade levou a CM do Tarrafal pois Portugal com ou sem Jorge Coelho continua avesso a Amar Publicamente a Liberdade ).

Que tem o inefável Jorge Coelho a ver com uma senhora que deixou o “dono disto tudo” a passear na quinta, a banhar os pézinhos na sua piscina e a ir à missinha na sua capelinha? A M Fátima Bonifácio acha em artigo do público que tem. Ela, a sra Joana meteu-se com o PS e vai levar !

Bem então sou forçado a relatar que,

a) o inefável Jorge Coelho não está no governo, tendo dele saído em ato de coragem moral por todos louvado.
b) quanto ao Antônio Costa, hoje primeiro ministro torna-se meu dever relatar um caso que o envolve ( já passaram mais de 18 anos) no decurso da guerras entre os governos lusos e a UNITA. Assim e quando o então MNE Jaime Gama decide encerrar a representação da UNITA em Portugal e por pressão minha, os membros da UNITA decidiram fechar-se dentro dela em jeito de desafio para nos irem lá tirar, foi com o Antônio Costa e a sua mãe MAria Antônia Palla que se negociou uma saída pacífica, de uma situação que estava a ficar bem tensa após mais de 10h de recusa em obedecer a uma ordem do governo.

Na verdade, o que a MFatima Bonifácio assume e é até curioso que assim a denuncie, é que a Joana Marques Vidal se meteu com o PS, isto é, concentrou o seu fogo sobre os PS’s em ato de evidente discriminação negativa, de óbvia perseguição partidária pois quanto aos submarinos,  ao BCP, ao BPP, ao BPN às ações do ex PR Cavaco Silva e por aí fora, nada de levarem nem um espirro.

É pois tempo que a sra Joana saia de um cargo onde profissionalmente teve um comportamento de fanatismo doentio e se dedique à auto mortificação em vez de mortificar os outros !

 

Joffre Justino

Foto de destaque: DocChewbacca on VisualHunt / CC BY-NC-SA

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.