Home Angola MPLA : A HABITUAL CONCENTRAÇÃO DE PODERES

MPLA : A HABITUAL CONCENTRAÇÃO DE PODERES

por Joffre Justino

Será por via de um Congresso extraordinário que o MPLA, segundo o que  aprovou esta sexta-feira, que o atual PR angolano, João Lourenço, chegará  ao cargo de presidente do partido, que tem sido  ocupado desde 1979 por José Eduardo dos Santos.

Decidido em reunião do Bureau Politico deste partido será num VI Congresso, extraordinário num total de 12 ordinários e extraordinários, desde 1960,  que veremos resolver-se um evidente impasse no poder angolano onde ficou evidente a inviabilidade de um poder bicéfalo, no Partido e no Estado, algo que terá muito pouco a ver com a tradição totalitária deste MPLA que, note-se,

Segundo o comunicado oficial “O bureau político aprovou a proposta de resolução e o cronograma de preparação e realização do 6.º Congresso Extraordinário do partido, a ter lugar na primeira quinzena de setembro próximo e, consequentemente, aprovou a candidatura do camarada João Lourenço, atual vice-presidente, ao cargo de presidente do MPLA”, o que significa que a atual instabilidade se manterá pelo menos por mais seis meses.

Depois da instabilidade gerada no conflito com Isabel dos Santos, da opção de abandono de José Eduardo dos Santos do cargo de Presidente do referido partido e das exonerações e nomeações nos meios castrenses angolanos esta marcação para setembro do afastamento do anterior PR poderá ser o passo definitivo para que o poder se concentre agora nas mãos de João Lourenço, não parecendo haver contestação a estas opções dentro e fora do MPLA…a ver vamos, mas com preço do barril de  petroleo de novo a subir tudo indica que Angola caminha para a estabilidade que bem necessita para iniciar o Desenvolvimento de forma Sustentável.

 

Joffre Justino

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.