Home Nacional Democracia Económica em ação e a EMEF

Democracia Económica em ação e a EMEF

por Nardia M

Um processo reivindicativo é sempre um tempo de tensão onde pode ou não evoluir a Democracia Económica no país.

Ao que parece e segundo a Lusa, Paulo Milheiro, do Sindicato Naci dos Trabalhadores Ferroviários informou o acordo havido com uma atualização salarial de 23 euros para os operários e de 16 euros para as restantes categorias, e um aumento do subsídio de turno dos atuais 48 euros para 99 euros para os trabalhadores abrangidos, como os das oficinas de Guifões em Matosinhos e nas oficinas dos Alfa pendulares, em Contumil no Porto, resultado que “”…peca por escasso em relação aos trabalhadores da CP, que recebem o subsídio de turno em percentagem do salário”.

Mas obtidos os acordos nas principais reivindicações em negociação a  atualização salarial e o subsídio de turno existirá já a partir da primeira quinzena de maio, provavelmente ate 31 de outubro, uma nova fase negocial para se rever o acordo coletivo de trabalho e e o regulamento de carreiras da Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário, EMEF!

Como temos vindo a alertar se a Democracia Económica vai funcionando no setor público, o privado esse em geral, continua a estar nas mãos de totalitários que como se tem visto de gestão sabem pouco e a trocam por um autoritarismo que vai dos baixos salários à discriminação étnica sexista etária e às imposições organizacionais à século XIX … e infelizmente até no PS há quem alimente essa via que gera o habitual e multi secular fraco crescimento da economia lusa por óbvia inexistência de mercado interno algo que só acontece com Democracia Económica e no mínimo com Livre Negociação Coletiva de Trabalho !

Nardia M.

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.